O diretor de marketing e atendimento do Reclame AQUI, Felipe Paniago, já deu a dica: “A Black Friday não termina na sexta-feira! É necessário tomar cuidado com a promessa que é feita para o consumidor, pois a experiência do cliente não termina na hora que ele passa o cartão.”

Na data em que as empresas esperam receber um grande número de visitas em seus sites, é preciso ter cuidado e estar preparado para atender o aumento de fluxo, pois o número de reclamações tende a crescer.

Foi o que mostrou o Reclame AQUI

Templates_Rankings-10

As reclamações sobre a Black Friday, que aconteceu na última sexta-feira, dia 24, continuam a todo vapor. Contabilizadas desde as 18h da véspera, dia 23, as queixas passaram de 7,5 mil nesta segunda-feira pós-evento (27). Os dados foram retirados às 15h30 pelo Reclame AQUI.

O ranking das empresas mais reclamadas ainda está disponível na home do site do Reclame AQUI. Até agora, as empresas são as mesmas do balanço feito ao final do dia oficial da Black Friday – mudaram apenas de ordem. A Magazine Luiza – Loja Online, que foi eleita a campeã, trocou de lugar com a Americanas.com, que agora é a líder. A KaBum! permanece na terceira colocação.

Os motivos de reclamações e os produtos mais reclamados continuam os mesmos. Os consumidores se queixaram principalmente de propaganda enganosa, problemas na finalização e divergência de valores. Os produtos mais reclamados foram smartphones, TVs e tênis, respectivamente.

Denúncias de sites falsos

Durante a Black Friday, o Reclame AQUI recebeu muitas denúncias de sites falsos. Muitas lojas virtuais aproveitaram o nome de grandes marcas para tentar aplicar golpe nos consumidores.

Veja também: Último levantamento HugMe mostra empresas e produtos mais citados na Black Friday

Fonte: Reclame AQUI Notícias

Deixe uma resposta