O Facebook está passando por um momento delicado de grandes acontecimentos que estão prejudicando sua imagem e podem causar forte queda na utilização da plataforma.

Dessa forma, após o anúncio da perda de US$ 58 bilhões em valor de mercado, em decorrência do reflexo da baixa popularidade entre seus usuários, agora vem mais uma notícia bombástica.

Segurança da Informação fragilizada

Cerca de 87 milhões de usuários tiveram seus dados registrados no Facebook violados. Aqui no Brasil foram 443.117 mil usuários impactados.

Esse escândalo de vazamento dos dados de usuários da ferramenta, começou com investigações realizadas pelos jornais internacionais “The New York Times” e “The Guardian” por conta de um teste de personalidade desenvolvido pelo russo Aleksandr Kogan. No caso o Facebook teria concedido acesso a dados de usuários.

Dados dos usuários para Cambridge Analytica

Os dados teriam sido repassados para a Cambridge Analytica, um instituto de pesquisa de análise de dados e empresa de Marketing político que promoveu a campanha do Donald Trump.

Mark Zuckerberg anunciou uma série de alterações na plataforma que estão afetando ferramentas de atendimento que atuam oferecendo diversas soluções no universo de atendimento.

Desse modo, para as empresas que usam ferramentas de atendimento, algumas funcionalidades tiveram alterações, como a opção de monitorar eventos, grupos e conectar um novo perfil de Facebook no software. Já no Instagram, a opção de curtir, comentar e deletar foram impactadas.

Essas situações ocorreram devido ao fato das redes sociais anteciparem algumas atualizações de API que estavam previstas para acontecer somente no segundo semestre de 2018.

Como a plataforma é muito utilizada, até mesmo para atender as manifestações de consumidores, está impactando diretamente a rotina de empresas que atendem através dela.

Facebook vai prestar esclarecimentos

No dia 11.04 está agendado para Mark Zuckerberg falar no congresso do Estados Unidos e se retratar em depoimento ao comitê de Energia e Comércio da Câmara dos Deputados, quanto ao escândalo que envolveu a Cambridge Analytica.

Portanto, espera-se que seja uma oportunidade para o CEO do Facebook esclarecer sobre questões críticas de privacidade e o que acontece com os dados dos consumidores que utilizam a ferramenta.

Entenda mais sobre o caso AQUI.

Deixe uma resposta